Foi inaugurada no sábado, dia 15, a nona unidade do Hospital do Câncer de Barretos, em Macapá, no Estado do Amapá, para atender uma demanda reprimida que foi constatada existir no estado. A obra custou R$ 25 milhões, dos quais R$ 22 milhões são decorrentes de emendas de parlamentares federais, senadores e deputados, e R$ 3 milhões do Orçamento do Estado que foi o responsável pela doação da área onde foi construído o prédio, antes pertencente ao patrimônio da União.

ATENDIMENTO COMEÇA EM FEVEREIRO
Segundo o gerente de implantação das unidades do hospital pelo país, Rafael Júnior, o serviço de atendimento será integrado com as unidades básicas de saúde e hospitais do município. A unidade terá 45 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos administrativos. Serão atendidas mulheres de 40 a 60 anos para exames de mamografia, e de Papa Nicolau em mulheres de 25 a 64 anos. O Hospital do Amor fica localizado na Rodovia Norte Sul, próximo à Justiça do Trabalho na zona norte de Macapá. Segundo a administração, o atendimento começará em fevereiro de 2019.

MANUTENÇÃO
Durante a solenidade de inauguração do Hospital do Amor, em Macapá, o coordenador da bancada federal do Amapá, senador Davi Alcolumbre (DEM), anunciou a liberação de mais de R$ 4 milhões do governo federal para o Hospital de Amor. O recurso será suficiente para garantir a manutenção do complexo durante todo o ano de 2019. O custo estimado para manutenção mensal do hospital é de R$ 370 mil, perfazendo um total anual de R$ 4,5 milhões. Davi confirmou a liberação depois que o presidente Michel Temer garantiu que assina o convênio antes de sair.

MANDATO EM RISCO
Uma série de irregularidades graves, apontadas na prestação de contas de campanha da deputada federal eleita Aline Gurgel (PR) pode tirar dela o mandato. Na sexta-feira, dia 14, por unanimidade, o colegiado do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá rejeitou a prestação de contas que já estava sendo questionada pelo Ministério Público Eleitoral por falta de comprovação de origem de parte das doações para a campanha e por gastos do fundo eleitoral e do fundo partidário (recursos públicos) sem a devida comprovação.

VENTANIA
A ventania de sexta-feira atingiu vários bairros da cidade de Macapá derrubando 18 árvores e, segundo uma fonte da Secretaria de Obras do Município, atingiu 64 km por hora. A informação sobre a velocidade do vento teria sido repassada àquela secretaria municipal pela estação da Aeronáutica. A maior parte das ocorrências foi registrada no Centro da Capital onde estão as árvores de maior porte, como as mangueiras. Não se tem informações sobre feridos.

CONTAS REPROVADAS
O colegiado do TRE-AP acatou parecer do Ministério Público Eleitoral e reprovou as contas de campanha do deputado estadual reeleito, Max da AABB (SDD). Os desembargadores acompanharam o relator, juiz Jucélio Neto. O magistrado ressaltou que dois depósitos em espécie não tiveram identificação do doador: um no valor de R$ 5 mil e outro de R$ 7 mil.