O presidente, no entanto, está bem, sem sintomas severos, salvo alguma indisposição, e segue em isolamento domiciliar.
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou em nota, no dia 17 de março, que o decreto de calamidade pública anunciado pelo governo federal é “uma medida importante para a flexibilização de mais recursos para o atendimento à população” durante o período de enfrentamento da pandemia causada pelo novo coronavírus. Segundo ele, o decreto terá prioridade máxima no Parlamento.

A íntegra da nota:
O presidente Davi Alcolumbre informa que o Congresso Nacional fará o que for necessário para dar andamento às matérias relacionadas ao novo coronavírus necessárias ao enfrentamento e combate da doença no País.
O decreto de calamidade pública por conta do Covid-19, que o Executivo enviará para ser analisado pelos parlamentares, é sem dúvida uma medida importante para a flexibilização de mais recursos para o atendimento à nossa população. O Regimento determina prioridade máxima para sua tramitação.
Reafirmamos a responsabilidade do Parlamento brasileiro na luta contra o Covid-19.

Positivo para o Covid-19
O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, testou positivo para Covid-19. O presidente está sem sintomas severos e segue em isolamento domiciliar. Em nota divulgada por sua assessoria na quarta-feira, dia 18.

Diz a nota:
Depois de o primeiro exame dar negativo, o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, refez o exame na noite do dia 17 de março e, no dia 18, atestou positivo para Covid-19.
Davi Alcolumbre, no entanto, está bem, sem sintomas severos, salvo alguma indisposição, e segue em isolamento domiciliar, conforme determina o protocolo de conduta do Ministério da Saúde e a OMS.